Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um País que chora sobre uma bandeira de sangue

por Elisabete Pereira, em 21.03.18

robert-nyman-442994-unsplash.jpg

Do outro lado do mar

Um País irmão é novamente abalado

Tiros se ouvem de fundo...

...e mais alguém foi silenciado!!

 

Mais uma vítima de invisível gangue

Na selva urbana da cidade maravilhosa

É mais um que cai!

Num imenso banho de sangue!!

 

 

Perseguem os justos, os que denunciam

Aqueles que não se calam, aqueles que gritam

De forma vil e cobarde se escondem nas sombras

Para ceifarem as vidas das suas vitimas

 

É um País que chora e que de luto se veste

Está a ferro e fogo em clima agreste!

Uma batalha urbana já se avista...

...mas não é com armas que a paz se conquista!! 

 

(Porque infelizmente no espaço de uma semana, mais uma pessoa faleceu de forma semelhante a Marielle Franco, e por isso este poema serve de homenagem a Paulo Teixeira e outras vitimas anónimas que tem assolado o Rio de Janeiro nos últimos tempos.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tag:

publicado às 19:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D