Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The book of stories

Um blogue que é o meu reflexo, e onde, as pequenas e grandes histórias têm lugar

The book of stories

Um blogue que é o meu reflexo, e onde, as pequenas e grandes histórias têm lugar

Sex | 19.04.19

Óculos, esses vidrinhos que usamos à frente dos nossos olhos para conseguirmos ver o mundo

Elisabete Pereira

cat-984097_1920.jpg

 

Sou míope desde nascença, com um défice de visão maior no olho esquerdo, e também sou ligeiramente estrábica, os meus pais descobriram que algo não estava bem comigo quando por volta dos meus 3-4 anos batia contra os móveis. A partir daí os óculos entraram na minha rotina diária, tanto, que já nem lembro do tempo em que ainda não os usava, claro que há dias em que só me apetece atira-los pela janela, mas não o faço porque é muito parvo (e foram caros). Ao longo desse tempo fui começando a perceber situações caricatas, que quem usa óculos vai provavelmente identificar-se com isso:

- Quando algum dos nossos amigos, pega nos nossos óculos (por vezes sem a nossa permissão), colocam-nos e exclamam "ei, és mesmo cegueta!!Como consegues ver com tanta graduação", ou seja, nunca dizem "ficam-te mesmo bem, dão-te um grande estilo! Gostava de ter uns iguais!";

- Uma palavra, "vapor"...não se vê a ponta de um boi, ficamos ali com uma película nos vidros dos óculos, que nos impede de ver, e enquanto isso ficamos feitos parvos tateando no ar;

- Limpar os óculos, e ao fim de cinco segundo, estão sujos novamente;

- "Onde pus os óculos, que não os encontro em lado nenhum?" Cinco minutos depois noto que estão na minha testa, entretanto desarrumei a casa inteira á procura deles;

- A chuva senhores! Quando começa a chuver e não tens guarda-chuva, e daí a segundos as lentes estão salpicados de gotas de água, nessas alturas quase pensamos que seria boa ideia termos escovas para - brisas nas lentes dos óculos;

- Óculos de sol, é difícil usarmos uns sem parecer ridículo (pois como não são graduados andamos sempre a bater contra coisas e a tropeçar) ou gastar uma pipa de massa nuns óculos de sol graduados...são opções complicadas;

- Quando os nossos amigos pedem para nos verem sem óculos, e nós franzimos os olhos para os conseguirmos ver sem óculos, ao melhor estilo "míope chique", e parecemos aquele meme do panda sem as manchas negras á volta dos olhos.

Já pensei usar lentes ou fazer cirurgia, mas como boa cobarde que sou prefiro continuar com o bom velho par de óculos de sempre.