Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Borboleta numa cadeira de rodas

por Elisabete Pereira, em 17.03.18

nathan-dumlao-264909-unsplash.jpg

De alma frágil e gentil,

surge na multidão deslizando numa cadeira de rodas de forma subtil

Tal singela figura, passa despercebida por toda a população 

Ninguém repara na sua graciosidade mesmo naquela condição. 

 

Nisto, ela vem ter comigo, sou tocada pelo seu brilhar

Ela pergunta quase num sussurro se eu a posso ajudar

Ajudo-a como posso com o meu jeito desajeitado

Ela sorri do meu pedido de desculpa atrapalhado.

 

No final coloca uma moeda na minha mão como pagamento

Como posso aceitar, se a minha ajuda foi feita com bom fundamento? 

Digo, "obrigada, mas não posso aceitar, 

mas, se um dia precisar, eu posso voltar a ajudar." 

 

Cada uma segue a sua direcção 

Vejo-a desaparecer na multidão

Num passo de magia, ela se evaporou

Como uma borboleta, ela abriu as asas e voou.

Com graciosidade na sua cadeira de rodas,pelo meio das pessoas ela deslizou. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tag:

publicado às 11:09



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D